sexta-feira, 4 de junho de 2010

Sinto tanta a sua falta, este vazio em mim é tão grande que somente a tua presença seria capaz de cobri-lo . Te quero tanto ao meu lado novamente, meu sorriso já não tem tanto brilho, meu olhar estar perdido. Estou apenas na tua espera, de poder te abraçar forte de me sentir protegida ao teu lado. É tão difícil não poder mais compartilhar minhas vitorias e derrotas sem você aqui.
Pai , hoje revivo nossa história. Penso em ti, vejo-me pequeno , mas não sozinho, porque minhas mãos encontram as tuas. Teus passos marcam e vão marcar o meu caminho. Tua vida foi partilhada comigo. E eu pude crescer feliz, porque o teu amor não me faltou. Pequeno, me jogava nos teus braços, e neles encontrava a paz e a segurança de que todo filho necessita. Até mesmo quando voltava do trabalho, não obstante o cansaço, tinhas tempo para mim, uma palavra, um sorriso, um abraço e aquelas brincadeiras que me ensinaram a fazer de ti o meu herói maior. O tempo passou, eu cresci. Mas continuo mergulhando no mistério que tua paternidade aos poucos me revela. Penso em ti, e te sinto comigo. Ensaio abraços para agradecer tua presença em minha vida. Deus te abençoe, meu pai ! E te conserve para sempre neste meu coração de filho que jamais se cansará de te amar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário