segunda-feira, 8 de março de 2010

Sonhos & Dor

Às vezes eu paro pra pensar nos nossos sonhos, ontem a gente planejava nosso futuro, casa, família, trabalho, toda uma vida. Hoje, nada disso existe mais. Um sonho por mais lindo que seja ele sempre acaba, tendo um final feliz ou não. A manhã sempre chega, mais cedo ou mais tarde, trazendo com ela o despertar para a realidade, nos fazendo viver realmente. É triste saber disso. Mais hoje eu aprendi a não pensar tanto no amanhã, e sim no hoje, no agora. Sempre é bom parar e prestar mais atenção nas coisas que estão ao nosso redor, nas pessoas principalmente, pois existem aquelas que te juram amor eterno, e sonham junto com você. Mais são essas que mais nos decepcionam, e o pior é que eles não sabem o quão grave é brincar com os sentimentos alheios. Todos nós iremos um dia amar de verdade, nos apaixonar, e é claro, sonhar. Desde que nascemos estamos sonhando. Pena que não lembramos dos nossos sonhos, rs. E sonhar é sempre bom. Quer dizer, nem sempre. Quando vivemos num sonho, achamos que ele vai durar pra sempre, e com isso esquecemos daquela velha lei da natureza: O para sempre, não existe. A partir daí, aquilo não é mais um sonho, se torna um pesadelo. Sonhar é bom quando aquilo está te fazendo bem e ao mesmo tempo não te faz esquecer completamente da realidade. Não podemos sonhar sempre com um mundo de “paz e amor” se não praticamos, não basta apenas sonhar, e sim buscar realizar seus sonhos. Pena que hoje em dia ninguém se interessa nisso. E é por isso que eu prefiro dar uma pausa nos meus sonhos. Pois foi por um sonho que eu me machuquei tanto. E quem pensa que a pior dor é aquela da carne, arranhões, hematomas, queimaduras etc. Está enganado. A pior dor é a da alma, aquelas feridas que estão dentro de nós, aquelas que são incuráveis que acabam mais e mais com o coração.
Uma dor sem cura imediata, que nem mesmo o tempo resolve. E quem pensa que o tempo resolve essas feridas da alma, também está enganado. O tempo não apaga nada, ele só nos dá uma leve impressão de esquecimentos, e alívio. E são essas ilusões que nos fazem achar eu as feridas estão cem por cento saradas. Muito pelo contrário. Basta você ouvir aquela musica, ou ver aquela foto, ou qualquer outra coisa que te lembre do que tanto te magoou para toda aquela dor voltar, ela pode até voltar mais discreta, pelo fato de você já ter se acostumado com ela, mais ela sempre volta. É, sonhos destruídos nos marcam profundamente, mais outro lado, são os sonhos que nos deixam mais felizes, os sonhos nos dá aquela imensa vontade de sorrir sempre e sempre, e sentir que a vida tem sentido,é, isso é mais conhecido como amor. O amor não deixa de ser um sonho, um sonho lindo, com um final sempre agradável, se não foi um final feliz, não era amor. Não importa sua forma de sonhar, só pelo fato de você estar sonhando já importante, esquecer do mundo lá fora sempre é bom, mais nunca se esqueça que lá é onde você passa maior parte do seu tempo. E se acontecer de você se machucar assim como eu, não reclame, são as decepções da vida que nos fazem amadurecer. E aos poucos eu estou amadurecendo, não fisicamente, e sim mentalmente, o que é mais importante, claro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário