terça-feira, 6 de outubro de 2009

SOLIDÃO no meio de TANTOS

Em todos os momentos, nossas ruas se enfeitam de pressas.
A pressa domina o mundo sem prece. Parece que as pessoas estão chegando atrasadas a algum lugar. São pessoas,que se tocam,que se batem, que dão encontrões nas calçadas, mas que não se comunicam. Vivem na solidão de seu mundo fechado e limitado, perdidas em tantas ocupações, com tantos compromissos. Só enxergam o que se encontra na caverna solitária de seu pequeno mundo individual. Parece que as pessoas não se vêem, não enxergam as outras.
"Eu estou vendo milhares de pessoas junto a mim. Mas,elas não estão me vendo"
Entretanto, essas pessoas apressadas, ás vezes,por qualquer motivo, param e esquecem sua pressa: um vendedor ambulante com uma droga que faz o homem viver mais; uma batida de carro; um cantador de viola, cantando vida; uma briga entre desafeto; E todos param. Quer dizer que o homem é capaz de parar. Na verdade quem não pára na vida,nada encontrará, nem a si mesmo, quanto mais aos outros. O melhor é que em todas as paradas, sempre há um lugar para quem pára.
A vida do ser humano necessita de um lugar de parada, principalmente no coração das pessoas.
Se os outros não me olharem, se não me ouvirem, não me atenderem, se não dialogarem comigo,se não se aproximarem em mim, se não me ajudarem, dificilmente eu sairei da minha solidão,eu serei eu mesmo.

Portanto, na pressa de minha vida,ou de minha solidão, mais do que de uma casa, eu preciso dos vizinhos; mais do que de um emprego,eu necessito de colegas; mais do que da escola,eu tenho a necessidade de companheiros que aceitem a minha amizade; preciso de alguém que pare para dar atenção a mim.

"PARA QUEM PÁRA NA PRESSA SEMPRE HÁ UM LUGAR NO CORAÇÃO DE ALGUÉM"
player ♪ ( simple pan - untitled )
beijo,boa noite ! :)

Nenhum comentário:

Postar um comentário