quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Pensei em você. Em como me fitava os olhos, em como sussurrava em meus ouvidos aquelas palavras de amor. Pensei em como eu sentia o seu abraço, aquele em que eu era capaz de ouvir as batidas de seu coração, fazendo com que o mundo a nossa volta se silenciasse. Pensei em seu cheiro, aquele que me perturbava todas as noites, trazendo o passado para o presente. Pensei tanto que por um segundo até pensei que estivesse aqui, ao meu lado, fitando meus olhos, sussurrando em meus ouvidos, permitindo-me que escutasse, até mesmo, as mais fracas batidas de seu coração e, então eu senti seu cheiro, estava mais forte do que nunca. Foi neste instante que a realidade bateu em minha porta. Sacudi bem forte a cabeça como se fazendo isso iria te apagar de mim, confesso que até apaguei. Mas momentaneamente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário